Alimentos para diminuir a vontade de comer doces

Alimentos para diminuir a vontade de comer doces - Supermercado de Angelina

Muitas pessoas sentem um desejo muito forte de comer doces, principalmente depois do almoço e todos sabemos que o excesso de açúcar é um grande vilão para nossa saúde.

Existem alguns tipos de alimentos que ajudam a reduzir essa vontade de doce. No nosso blog listamos algumas para você. Confira:

Carnes magras (boi, porco, frango e peixe)
Por serem alimentos de digestão mais lenta, fontes de proteínas como carnes magras, frango e peixe, propiciam saciedade maior por mais tempo e ajudam a estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Dê preferência para preparações assadas, cozidas ou grelhadas. Além disso, as carnes são uma fonte importante de cromo, um mineral que nas quantidades adequadas potencializa a ação da insulina e faz com que o indivíduo necessite de menor quantidade de carboidratos para atingir a saciedade

Leite e derivados
Auxiliam na produção de serotonina decorrente do triptofano em sua composição, o que ajuda no controle do humor e da vontade de consumir mais doces. Eles também possuem ótimas concentrações de cromo, que também reduz a compulsão por doces. Podem ser consumidos isoladamente ou em preparações de baixo valor calórico como smoothies de frutas

Grão Integrais
Alimentos como aveia, linhaça e chia são fontes de nutrientes importantes como ômega 3, além de fibras solúveis, que absorvem água e viram uma substância parecida com uma gelatina no estômago, liberando a glicose do alimento de forma mais lenta. Como grande parte da busca por doces é decorrente dos picos e consequentes quedas rápidas de insulina que ocorrem após ingerir um carboidrato simples, o componente é importante nessa prevenção. Arroz, linhaça, quinoa também são opções.

Grão de Bico
Além do triptofano, ele contém nutrientes como vitaminas do complexo B e magnésio que proporcionam relaxamento, reduzem a ansiedade e o estresse, sentimentos muito ligados ao consumo exagerado de doces. Uma sugestão de consumo é na forma de vinagrete com tomate, cebola e temperos naturais (salsinha, cebolinha, manjericão e limão). Outras leguminosas como feijão, ervilha e lentilha, também são boas fontes de triptofano.

Abacate
A fruta ajuda a promover uma sensação de bem-estar. Isso porque contém vitamina B3, que colabora com a manutenção de hormônios que regulam as substâncias químicas do cérebro e, por isso, resulta em um efeito relaxante. Por conter muita gordura, deve ser consumida sem excessos.

Ovos
Excelente fonte de triptofano e cromo. Pode ser consumidos cozido, poché (“fritos em água”) ou em preparações como bolos de frutas com farinhas integrais, para reduzir picos de açúcar no sangue.

Banana
É uma fonte de carboidrato saudável e rica em triptofano. Uma ótima sugestão de consumo é com canela, como sobremesa ou nos lanches.

Tâmara
Boa para crianças e praticantes de esportes, a tâmara é uma fonte de energia rica em potássio, cobre, magnésio e cálcio, além, claro, do aminoácido triptofano. A vitamina B5 que também integra sua composição é outra fonte que auxilia no combate à insônia e aos problemas do sono. E para os que desejam reduzir o açúcar, uma boa notícia: o sabor dessa fruta é agridoce e, por isso, é quase uma sobremesa.

Amendoim
Com moderação, claro, consumir amendoim pode ir muito além do combate à vontade de comer doces. Por ser fonte de ácidos graxos como o oleico, linoleico e alfa-linoleico, proteína vegetal, fibra diurética, vitaminas antioxidantes e minerais, o alimento previne doenças cardiovasculares, reduz o colesterol e triglicérides, dá mais disposição, melhora o humor, combate o envelhecimento precoce e o estresse.

Fontes:
www.uol.com.br
www.exame.abril.com.br