Carnes Nobres

Carnes Nobres - Supermercado de Angelina

Vamos falar de carnes nobres?

Já falamos aqui algumas curiosidades sobre a cerveja e vamos aproveitar o enredo e falar um pouco sobre as carnes nobres, afinal, churrasco com uma cervejinha é tão bom, né?

As carnes nobres recebem este nome porque são retiradas das “melhores” partes do boi, normalmente mais macias e ‘saborosas’. O Brasil, além de possuir um dos maiores rebanhos bovinos do planeta, tem uma das melhores carnes do mundo.

Alguns dos cortes mais famosos são:

 

T-Bone

O corte é retirado da parte central lombar do boi, deixando visível o osso em formato de T. A carne é muito suculenta e tem uma camada de gordura e uma textura bem macia, ideal para servir grelhada. O lado maior é de contra filé, e o lado menor é filé mignon. Uma curiosidade legal é que o nome do osso do T-bone é pterigóideo.

“Oi moço, me vê 2kg de Pterigóideo-bone?”

 

Bife Ancho

Maciez e suculência definem bem este corte que originalmente é retirado da parte dianteira do contrafilé. O nome tem origem espanhola, onde ancho significa largo, já indicando a forma correta de se consumir essa carne, em filé com no mínimo 2cm de espessura. No Brasil também é conhecido como filé de costela.

O corte pode ser servido de diversas maneiras, mas o ideal é servi-lo mal passado ou ao ponto e na hora de temperar é importante seguir a tradição argentina e uruguaia, que pede que essa peça seja condimentada somente com sal grosso para preservar o sabor.

 

Costela

Ideal para ser preparado na grelha ou na frigideira, o Prime Rib é extraído entre a sexta e décima costela do boi e é considerado como a parte mais macia e premium da costela. Também é conhecido como Filé de Costela com osso ou Ancho com osso. Sim, o prime rib é o corte ancho que falamos anteriormente, só que com osso.

O ideal é que seja servido mal passado, mas ao ponto também fica muito gostoso.

 

Gostou dessas dicas? Quer receitas com essas peças ou saber mais sobre outros cortes? Comenta aqui no nosso blog!